É possível se blindar contra a Osteoporose. Descubra como!

Ela já atinge cerca de 10 milhões de pessoas no Brasil e é responsável, em média, por nove milhões de fraturas, por ano, no país, de acordo com dados da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (Abrasso) e International Osteoporosis Foundation (IOF).

Estamos falando da osteoporose, uma doença metabólica que atinge os ossos, principalmente de idosos, deixando-os suscetíveis à fratura, ao mínimo esforço, sendo a maioria dos casos no quadril, na coluna, no fêmur ou no pulso.pilates_osteoporose_definicao

Apesar dos números serem assustadores, é possível fazer a sua parte para prevenir essa doença ou tratá-la, desacelerando seu avanço e diminuindo, consideravelmente, seus sintomas. O primeiro passo é saber o que pode ajudar a desencadeá-la. Entre os inúmeros “gatilhos”, estão:

  • Uma alimentação pobre em cálcio e vitamina D;
  • Sobrepeso;
  • Sedentarismo;
  • Tabagismo;
  • Alcoolismo;
  • Consumo excessivo de café, chá escuro, alimentos gordurosos; refrigerantes tipo cola;
  • Menopausa;
  • Doenças renais, hepáticas, endócrinas ou hematológicas;
  • E medicamentos a base de glicocorticóides, hormônios tireoidianos, heparina, warfarina, antiepilépticos (fenobarbital, fenitoína, carbamazepina), lítio, metotrexato e ciclosporina.

O que você pode fazer para se prevenir e até, para quem já tem, desacelerar e controlar a osteoporose?

  • Ficar exposto ao sol, 15 minutos por dia (pode ser qualquer horário até as 10h da manhã ou após as 15h), sem filtro solar. Não precisa ser o corpo todo. Pode ser seu braço, sua perna, seu rosto….
  • Ter uma alimentação saudável e, dentro desta, consumir a quantidade diária indicada de cálcio (1.200 a 1500 mg/dia) e 25 a 50 microgramas de vitamina D. Lembre-se que o cigarro deve ser evitado, assim como o álcool em excesso;
  • A partir dos 50 anos de idade, é aconselhado se consultar com seu médico e fazer uma densitometria óssea, para saber se tem ou não a doença. Caso já tenha o diagnóstico, seguir à risca o tratamento passado pelo especialista;
  • Praticar atividades físicas regularmente, como o Autêntico Pilates.

Entre os benefícios que as aulas personalizadas do Autêntico Pilates proporcionam, a quem deseja prevenir ou controlar o avanço e os sintomas da osteoporose, estão:

  • Aumento da resistência óssea através da contração muscular. As aulas personalizadas ajudam a aumentar o volume dos músculos, a melhorar a potência destes e a deixá-los mais resistentes à fadiga;
  • Fortalecimento da musculatura, sem pressão articular, inicialmente. O aluno começa a fortalecer os músculos deitado nos aparelhos. Assim, não pressiona as articulações (joelhos, coluna, quadril…);
  • Estimula a musculatura, sem impacto e sem sobrecarregar os ossos, por meio da resistência das molas dos aparelhos, para evitar riscos de fratura;
  • Organiza a força do corpo de forma equilibrada, criando suporte para todas as alavancas. Com isso, a força muscular é estimulada em todo o corpo, criando equilíbrio entre os músculos antagonistas;
  • Trabalha a mobilidade articular, lubrificando e mantando o espaço interno nas articulações, deixando-as menos pressionadas e criando (ou devolvendo) um espaço interno nessas estruturas;
  • Ajuda a prevenir a obesidade e a descalcificação óssea;
  • Além de outros benefícios que impactam diretamente na qualidade de vida do idoso, como: promover uma maior autonomia funcional do praticante, por meio dos benefícios acima, na realização das atividades diárias como andar, sentar, levantar, subir e descer escadas, entrar e sair de carros, deitar e levantar da cama etc;
  • Melhora a flexibilidade e o relaxamento, impactando diretamente no alívio de dores e qualidade do sono;
  • Melhora as condições cardiorrespiratórias e a circulação periférica, beneficiando diretamente os parâmetros de saúde;
  • Melhora a postura, a coordenação motora e o equilíbrio, fortes aliados na prevenção de quedas.

E além de todos esses cuidados listados acima, é bom, também, ficar de olho na sua casa. A Comissão de Doenças Osteometabólicas e Osteoporose fez até uma cartilha para orientar os idosos no que podem fazer em seus lares para deixá-los mais seguros. Confira algumas dicas:

  • Se na sua casa tiver fios de telefone, de televisão, ou qualquer objeto exposto ou solto no chão que possa causar uma queda, organize-os de outra forma que deixe o caminho sem obstáculos;
  • Evite tapetes, inclusive nas escadas, principalmente os que ficam soltos;
  • Evite calçados de saltos e com solado liso. Prefira os confortáveis com solado antiderrapante;
  • Evite passar produtos no chão que o tornam escorregadio;
  • Não ande em locais pouco iluminados e/ou com chão molhado. No banheiro, por exemplo, instale corrimãos dos dois lados, nas áreas molhadas, e use banco de plástico dentro do boxe para lavar, sentado, os pés;
  • Evite guardar objetos em prateleiras altas;
  • Ao sair da cama, primeiro se sente, espere alguns minutos e só depois se levante. Se estiver escuro e você estiver longe do interruptor de luz, deixe sempre uma lanterna no criado mudo, para que possa usá-la para iluminar o caminho e, assim, evitar possíveis esbarrões em objetos e quedas.

Ou seja, é possível, sim, prevenir a osteoporose, assim como, para quem já a tem, frear seus efeitos e, assim, ter qualidade de vida na terceira idade. Só depende de você seguir as dicas e ter uma vida longa, saudável e feliz. Então, que tal começar hoje, mesmo, a colocar essas dicas em prática?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *